PANC’s – Plantas Alimentícias Não Convencionais

Convencional é algo amplamente reconhecido e aceito pela população, no caso de plantas alimentícias não convencionais, não sendo totalmente reconhecidas e muitas também não são bem aceitas, passam despercebidas, fazendo com que seu consumo e produção seja negligenciado, possibilitando poucas informações referente as mesmas. As PANC’s apresentam benefícios e diversidade de preparações.

Em um trabalho feito por Oliveira et al. (2013), diz que baseado nas recomendações médias de fósforo, potássio, magnésio, cálcio, cobre e manganês para adultos, independente do sexo, foi verificado que 100g de folhas frescas de ora-pro-nobis, bertalha e beldroega, supririam respectivamente 58%, 14% e 11% destas necessidades diárias. A mesma quantidade de folhas de taioba seria suficiente para fornecer respectivamente 41, 57 e 34% das exigências de Ca, Cu e Mn, portanto, destacou-se que essas hortaliças não convencionais podem ser inclusas no cardápio, auxiliando na redução de carências nutricionais, pelo fato de serem nutritivas e a maioria como por exemplo a ora-pro-nobis serem mais resistentes.

Por conta desses fatores, é interessante promover o resgate sobre o conhecimento, plantio, cultivo, utilização e consumo das PANC’s ajudando também a manter um plano alimentar mais nutritivo e diversificado.

 

Referência: OLIVEIRA, Danyela de Cássia da S et al. Composição mineral e teor de ácido ascórbico nas folhas de quatro espécies olerícolas não-convencionais. Horticultura Brasileira, [s.l.], v. 31, n. 3, p.472-475, set. 2013.

Leticia Ramos
Estagiária de Nutrição

Silvia Ramos
Nutricionista CRN3/10908

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *