Os recentes aumentos seculares na circunferência da cintura de adultos.

 
   Diversos estudos mostraram que a circunferência da cintura dos adultos tem aumentado ao longo dos últimos 25 anos. No entanto, devido à alta correlação entre a circunferência da cintura e índice de massa corporal (IMC). Não se sabe se estas tendências na circunferência da cintura excedem o esperado com base no IMC.
   Foram analisados os dados do NHANES de 1999-2000 e comparados com os de 2011-2012. A circunferência média da cintura aumentou cerca de 2 cm (em homens) e  4 cm (em mulheres). Nos homens, esse aumento foi muito próximo ao que seria esperado com base no aumento do IMC.    Entretanto, nas mulheres, a maior parte do aumento na circunferência da cintura pareceu ser independente das alterações no IMC, idade, raça-etnia, durante o mesmo período. Estimou-se que, independente de mudanças nessas co-variáveis, a circunferência da cintura média aumentou em 0,2cm nos homens e 2,4cm nas mulheres. Sendo os dados das mulheres estatisticamente significativo.
   Em conclusão, os resultados indicam que, nos homens, IMC e circunferência da cintura responderam da mesma forma ao longo do tempo para diversas condições ambientais e de estilo de vida.
   No entanto, para as mulheres, a média de circunferência da cintura e da prevalência da obesidade abdominal têm aumentado substancialmente mais do que seria esperado com base nas alterações no IMC. Estes dados sugerem que é possível que os efeitos adversos das tendências seculares em obesidade, particularmente em mulheres, pode ser subestimado usando apenas o IMC.

Referência: http://ajcn.nutrition.org/content/101/3/425.full

Resumo do artigo elaborado por Dra. Silvia Ramos

Nutricionista
Doutora em ciências UNIFESP
Especialista em Saúde Pública FSP/USP
Especialista em Nutrição Materno Infantil EPM/UNIFESP
Membro do Núcleo de Nutrição e Saúde Cariovascular do DA/SBC
Membro do Departamento de Nutrição e Metabolismo da SBD
Diretora do IMeN Educação

 

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *