ISO 22000 Qualidade e Segurança dos Alimentos

 

Uma das estratégias praticadas pelas organizações como um diferencial competitivo perante os cenários mercadológicos atuais é a aplicação de ferramentas gerenciais de qualidade em seus sistemas, produtos e/ou serviços. As ferramentas de qualidade utilizadas em indústrias de alimentos para atingir um alto padrão de qualidade e confiabilidade são as Boas Práticas de Fabricação (BPF) e o programa de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC). A Organização Internacional de Normatização (ISO) publicou em 2005 a norma ISO 22.000:2005 para a certificação de sistemas de gestão da segurança de alimentos. A ideia central da ISO 22000 é a harmonização a um nível global dos requisitos de gestão da segurança de alimentos em empresas inseridas nas cadeias produtivas.
A ISO 22.000 foi desenvolvida em conformidade com os princípios do sistema APPCC, garantindo que sejam cumpridos os pré-requisitos das boas práticas de fabricação e favorecendo a gestão focada em segurança de alimentos. Esta norma especifica requisitos que permitam uma organização:
– Planejar, implementar, operar, manter e atualizar o sistema de gestão da segurança de alimentos, direcionado para fornecer produtos que, de acordo com seu uso intencional, estejam seguros para o consumidor;
– Demonstrar conformidade com os requisitos estatutários e regulamentares aplicáveis a segurança de alimentos;
– Avaliar e estimar as solicitações dos clientes e demonstrar conformidade com aqueles requisitos mutuamente acordados relativos à segurança de alimentos, na intenção de aumentar a satisfação dos clientes;
– Comunicar efetivamente assuntos de segurança de alimentos aos seus fornecedores, consumidores e outras partes interessadas;
– Assegurar que a organização está conforme com a sua política de segurança de alimentos estabelecida;
– Demonstrar tais conformidades às partes relevantes interessadas;
– Buscar a certificação ou registro deste sistema de gestão da segurança de alimentos por uma organização externa ou fazer a auto avaliação ou a auto declaração de conformidade com esta Norma Internacional.
A implantação de um sistema de gerenciamento em segurança de alimentos conforme o padrão ISO 22.000 modifica a abordagem das empresas em ações de qualidade retroativas para um modo preventivo de ação. A ABNT NBR ISO 22000 contempla quatro elementos chave para a segurança de alimentos:
– Comunicação interativa: A comunicação efetiva é fundamental para garantir que todos os perigos sejam controlados ao longo da cadeia produtiva.
– Gestão de sistema: a NBR ISO 22000 está alinhada com as normas NBR ISSO 9001 – Sistemas de gestão da qualidade e com a NBR ISO 14001 – Sistemas da gestão ambiental, tornado possível um sistema de gestão integrado. Porém vale salientar que esta norma pode ser aplicada independentemente de outras normas.
– Programa de pré-requisitos: nesta norma requisitos auditáveis, associam o plano APPCC com Programas e Pré-requisitos (PPR). Os PPRs necessários dependem do segmento da cadeia produtiva de alimentos em que a organização opera e o tipo de organização.
– Princípios de APPCC: A análise de perigos é a chave para um sistema de gestão de segurança de alimentos eficaz. Através da integração dos fundamentos do CODEX Alimentarius e da metodologia APPCC.
Contudo, a norma ISO 22000 apresenta os controles necessários que devem ser implantados com o objetivo de integrar toda a cadeia de produção de alimentos e bebidas, tornando-as mais eficientes e criando um Sistema de Gestão de Segurança dos Alimentos. É necessário se aprimorar no assunto para suprir a demanda de mercado de profissionais capacitados a avaliarem esse sistema.
Aprenda mais sobre a norma no Curso de Extensão ISO 22000/2006 | Interpretação da Norma
(clique sobre a imagem para abrir link)

 

Referência: http://www.sober.org.br/palestra/15/713.pdf

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *