Doença Celíaca e Diabetes: Protocolo e resultados do The Celiac Disease and Diabetes-Dietary Intervention and Evaluation Trial (CD-DIET)

Por Silvia Ramos Nutricionista CRN3 –  10908

A doença celíaca (DC) é uma doença autoimune caracterizada por inflamação gastrointestinal causada pela ingestão de glúten. Enquanto a prevalência de DC é próxima de 1% na população em geral, no diabetes tipo 1, a prevalência varia de 3% a 16% em crianças e de 1,4% a 6,8% em adultos.  Como doenças autoimunes diabetes tipo 1 e DC compartilham uma base genética comum, e os indivíduos afetados podem requerer um estilo de vida vitalício e modificações dietéticas com a adoção de uma dieta sem glúten (GFD).

Em 2015, por Mahmud FH e cols.   Elaboraram um protocolo de avaliação precoce de doença celíaca em pessoas com DM1 o The Celiac Disease and Diabetes-Dietary Intervention and Evaluation Trial (CD-DIET) e, alguns dos resultados relacionados ao controle glicêmico destes pacientes com dieta GFD foram publicados em 2020 na Diabetes Care.

Foi um estudo multicêntrico, randomizado e controlado para avaliar a eficácia e segurança de um GFD em pacientes com diabetes tipo 1 com DC assintomática. Participaram do estudo pessoas com diabetes entre 8 e 45 anos sem diagnóstico de doença celíaca e com início do DM1 a menos de um ano. Após aplicação do questionário, os mesmos foram classificados em sintomáticos e assintomáticos. Os participantes randomizados para GFD (glúten free diet) ou GCD (glúten control diet) foram acompanhados por 1 ano e vistos a cada 3 meses por um nutricionista durante o estudo, em um total de cinco visitas.

A adesão à dieta foi avaliada em cada visita após a consulta inicial. A avaliação da adesão foi classificada em subjetiva e objetiva. A avaliação subjetiva incluirá uma entrevista dietética projetada que, para o grupo GFD, incluirá especificamente a capacidade do participante de distinguir alimentos sem glúten de alimentos contendo glúten, contaminação cruzada e manutenção de GFD fora de casa e em situações sociais. A entrevista dietética para o GCD avaliou a inclusão ou exclusão de glúten na dieta.

O desfecho primário do CD-DIET foi a mudança na HbA 1c desde o início até 12 meses. HbA 1cfoi avaliado centralmente no início do estudo e aos 6 e 12 meses, com testes adicionais por laboratórios locais. O monitoramento contínuo da glicose (CGM) foi realizado usando o sistema iPro2 CGM (Medtronic, Inc.) para avaliação cega.

Principais resultados:

Foram randomizados 1 participantes para GFD (N = 27) ou GCD (N = 24).

Os adultos tiveram maiores taxas de soropositividade para CD do que as crianças (6,8% [IC 95% 4,9–8,2%, N = 1,298] vs. 4,7% [IC 95% 3,4–5,9%, N = 1,089], P = 0,035) com menor taxas de triagem de CD anterior (6,9% vs. 44,2%, P <0,0001).

Nenhuma diferença de HbA 1c foi observada entre os grupos (+ 0,14%, 1,5 mmol / mol; IC de 95% −0,79 a 1,08; P = 0,76), embora maiores aumentos de glicose pós-prandial (4-h +1,5 mmol / L; IC de 95% 0,4–2,7; P = 0,014) surgiu com GFD.

A intervenção dietética com GFD não resultou em uma diferença na HbA 1c entre os grupos randomizados, mas levou a maiores excursões de glicose pós-prandial em relação à GCD. Essas alterações são consistentes com a recuperação da mucosa, que pode ser prolongada (1–3 anos), com melhorias subsequentes na absorção.

Profissionais e pacientes devem estar cientes da DC como uma importante comorbidade autoimune do diabetes tipo 1 que é frequentemente assintomática. Além disso, a vigilância clínica é garantida durante a transição alimentar, uma vez que o tratamento com GFD pode impactar a variabilidade glicêmica de curto prazo.

Fontes

Mahmud FH, De Melo EN, Noordin K , et al. The Celiac Disease and Diabetes Dietary Intervention and Evaluation Trial (CD-DIET) protocol: a randomised controlled study to evaluate treatment of asymptomatic coeliac disease in type 1 diabetes.BMJ Open 2015; 5: e008097. doi: 10.1136 / bmjopen-2015-008097
Link: https://bmjopen.bmj.com/content/bmjopen/5/5/e008097.full.pdf

Mahmud FH, et al. Screening and Treatment Outcomes in Adults and Children With Type 1 Diabetes and Asymptomatic Celiac Disease: The CD-DIET Study. Diabetes Care 2020 julho; 43 (7): 1553 – 1556.
Link: https://care.diabetesjournals.org/content/43/7/1553.long

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *