Alimentos termogênicos e o auxílio na perda de peso

O crescente número de casos de sobrepeso e obesidade no mundo fez com que a procura por alimentos considerados termogênicos também aumentasse. Esses alimentos, dependendo da composição aceleram o metabolismo para a lipólise e podem agir inibindo o estímulo da fome, ou ainda causando sensação de saciedade.

Alguns desses alimentos são: a pimenta vermelha, que possui como componente considerado termogênico a capsaícina, alguns chás que possuem a cafeína e as catequinas, o café que possui a cafeína e o gengibre, que possui o gingerol, composto bioativo que pode ser associado a melhor resposta antiinflamatória em obesidade
A capsaícina, componente presente na pimenta vermelha, estimula o sistema nervoso simpático (SNS), através da ativação dos receptores específicos, ocasionando a liberação de norepinefrina para a fenda sináptica, onde essa substância interage com os receptores adrenérgicos, obtendo os efeitos esperados para a termogênese, já que ocorre a liberação dos ácidos graxos para oxidação. Outro efeito da capsaícina é a sensação de saciedade, que auxilia no controle do apetite. Uma dose de 0,2 mg por dia antes de cada refeição, combinada a outros alimentos termogênicos foi capaz de estimular o SNS

O efeito de termogênese que a cafeína produz é obtido após aumento da atividade do SNS, que ativa lipases sensíveis, ocasionado a lipólise. Esse efeito é potencializado na presença de outros compostos, como por exemplo, as catequinas, presentes em chás. A dosagem que pode causar efeitos colaterais em seres humanos é entre 5-10 g de cafeína por dia, o que equivale aproximadamente a 75 xícaras de café ou 125 xícaras de chá.
O chá verde é originário de países orientais. A bebida é obtida através das folhas secas da Camellia sinensis, dependendo da parte da planta que for colhida, determina os diferentes tipos de chás. É rico em cafeína e compostos bioativo, como os polifenóis e os flavonoides.

Dentre os compostos presentes no chá, os principais são as catequinas, incluindo a epigalocatequina galato (EGCG), que é o mais abundante Esse componente está associado à termogênese e oxidação da gordura corporal, podendo induzir a perda de peso. Entretanto, a EGCG não está relacionada com a diminuição da ingestão calórica.


O fato de o chá verde possuir cafeína melhora os efeitos termogênicos, isso porque a cafeína inibe a enzima fosfodiesterase, que impediria o sinal de lipólise para a célula. Além disso, pode estimular a liberação de catecolaminas, que favorecem o metabolismo lipídico e também está relacionada à redução da ingestão calórica. Uma dosagem de 75 mg de cafeína, associada a 483 mg de catequina por 12 semanas trouxe efeitos de perda de peso, massa adiposa e circunferência da cintura.

O gengibre, com sua substância termogênica, o gingerol, está associado com a modulação de concentrações de serotonina, causando assim um efeito no controle do apetite, o que explicaria a utilização para controle peso. Estudo realizado em Nova York por Mansour e colaboradores, no ano de 2013, em homens com sobrepeso e idade entre 19 e 50 anos, demonstrou que o uso de 2 g de pó de gengibre dissolvido em água quente aumentou da termogênese, favorecendo a perda de peso e melhorou a sensação de saciedade.
Embora muitas pesquisas tenham estudado os efeitos desses e de outros alimentos termogênicos, mais evidências são necessária para assegurar a eficácia das substâncias, bem como a dose segura para ingestão.
É válido salientar que além dos alimentos considerados como termogênicos, há suplementos termogênicos, todavia, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), não reconhece o termo suplemento termogênico, como uma classe de produtos que tragam efeitos benéficos à saúde. Somente a cafeína consta na lista de alimentos para atletas da ANVISA, cuja finalidade é aumentar a resistência aeróbia em exercícios físicos de longa duração, podendo ser utilizada de acordo com as especificações preconizadas pela ANVISA e somente para esse público. Os demais suplementos considerados pela indústria como termogênicos não podem ser prescritos pelo profissional nutricionista.

Saiba mais sobre essa lista em: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/65f5b80047457f258ad7de3fbc4c6735/RDC+dos+Atletas+-+Dicol.pdf?MOD=AJPERES
Elaborado por: Camila Cristina da Silva Santos
                          Estagiária de Nutrição
Supervisionado por: Sílvia Ramos

 

                           Nutricionista – CRN-3: 10.908

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *