Alimentação do paciente hipertenso

  
  A hipertensão é uma doença propícia para o retardamento do diagnóstico, muitas vezes, diagnosticada somente quando aparecem problemas mais sérios, como comprometimentos vasculares, tanto cerebrais, quanto cardíacos. Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão, dentre os fatores de risco para a mortalidade causadas pela hipertensão, 40% das mortes são por AVC (Acidente Vascular Cerebral) e 25% por doenças coronarianas.
  Um fator importante para o controle e prevenção da hipertensão arterial é a alimentação. O consumo excessivo de sal e o baixo consumo de vegetais, associados ao sedentarismo e a obesidade são os principais causadores da doença. Uma dieta moderada e balanceada traz benefícios significativos para o controle da pressão arterial.
  Ao elaborarmos uma dieta direcionada à um paciente hipertenso, devemos considerar o consumo de:
 
Alimentos ricos em potássio:
  • Produtos integrais;
  • Batatas
  • Legumes tais como espinafres, brócolis, alface-de-cordeiro e cogumelos
  • Nozes, frutos secos, banana
  • Peixe
  • Leite e derivados


Alimentos ricos em fibras:

  • Cereais (trigo, aveia, espelta)
  • Leguminosas
  • Frutas
  • Frutos secos


Deve-se reduzir o consumo de:

  • Gorduras trans e saturadas
  • Alimentos de alta intensidade calórica
  • Ingestão de colesterol, presentes em alimentos de origem animal.

  
  Quando a dieta é rica em potássio e fibras, produz uma redução moderada da tensão arterial, provocando o relaxamento dos vasos sanguíneos e reduzindo a tensão arterial, o que contribui para a prevenção e controle da hipertensão.

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *