A indicação de transgênicos nas embalagens

  A bancada patronal na Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (27/04/2015), um projeto de lei que dispensa as indústrias de informarem no rótulo se o produto comercializado tem origem transgênica.
O projeto, de autoria do deputado ruralista Luiz Carlos Heinze (PP/RS), que preside a Frente Parlamentar da Agropecuária, teve 320 votos a favor e 135 contra.
 O projeto de lei permitirá levar às prateleiras dos supermercados produtos sem informações de grande importância nas embalagens.
  Os transgênicos, ou organismos geneticamente modificados (OGM), estão relacionados negativamente a dezenas de problemas de saúde como: asma, alergias, doenças inflamatórias intestinais, disbiose, câncer, doenças autoimunes, além de colocar em risco o futuro do solo e da biodiversidade agrícola.
De acordo com o Instituto de Defesa do Consumidor, com a nova lei, as pessoas comprarão óleos, bolachas, margarinas, enlatados e papinhas de bebês sem saber exatamente o que contem em suas embalagens.
  Conhecer qual a composição dos alimentos que consome é um direito do consumidor
 
Qual sua opinião sobre a aprovação desta lei?

Sem comentários.

Escreva um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *